Como saber se a demanda contratada está adequada ou acima do necessário?

Data: 18/07/2019 - 14:38

DEMANDA CONTRATADA

Na sua fatura de energia elétrica tem um item chamado Demanda, Demanda Ponta ou Demanda Fora Ponta.
E você pode estar pagando mais do que precisava só porque não realizou a contratação adequada da sua demanda!
Mas como saber se a demanda contratada está adequada ou não ao meu perfil consumo de energia elétrica?

Vamos começar por partes para chegar na demanda ideal.

  1. O que é demanda?

Demanda, ou demanda de potência, é a capacidade, ou potência em kW, que uma unidade consumidora necessita para atendimento das suas cargas durante um determinado período. Ou seja, é a capacidade que o sistema elétrico deve suportar para atendimento quando a carga máxima da unidade consumidora estiver acionada.

  1. Qual a diferença entre demanda e consumo?

Demanda é a potência necessária para suprir uma unidade consumidora e consumo é a potência utilizada no tempo, sendo demanda expressa em kW e consumo em kWh.

Fazendo analogia com um caminhão de carga, a demanda é capacidade que a carreta consegue carregar e o consumo é a carga transportada durante uma viagem.

  1. O que é demanda contratada?

As unidades consumidoras classificadas no Grupo A devem firmar um contrato de demanda com a Distribuidora de Energia Elétrica que lhe atende, tendo valor e período de vigência fixados em contrato. Tal acordo tem a intenção de manter os consumidores dentro dos limites contratados, a fim de evitar sobrecarga no sistema elétrico por falta de planejamento por parte do consumidor.

  1. Qual a relação entre modalidade tarifária e demanda?

A modalidade tarifária é um conjunto de tarifas aplicadas ao consumo de energia elétrica e demanda de potência ativas, sendo que os consumidores do Grupo A tem a tarifa binômia, ou seja, pagam pelas duas componentes em separado, diferente do consumidor residencial (Grupo B) que paga uma tarifa com tudo junto.

Existem dois tipos de modalidade tarifária:

  1. Quando posso alterar a demanda contratada?

Pode-se alterar a demanda a qualquer momento, mas não se pode alterar mais de uma vez num período de doze meses. Basta formalizar a alteração a distribuidora de energia elétrica local, seguindo o descrito no art. 63 da Resolução Normativa n° 414/2010.

demanda e consumo

Agora que você está conceituado o que é demanda podemos passar para o exemplo prático.

Uma empresa possui demanda contratada de 1.000kW, analisando as faturas dos últimos 12 ou 24 meses, constata-se que nunca ultrapassou a demanda neste período e a previsão de produção para o próximo ano será similar aos períodos anteriores, ou seja, sem aumento de carga. Dentro do período analisado verificou-se que a demanda máxima medida foi de 990kW em junho e julho, sendo constante nos demais meses não ultrapassando de 875kW. Portanto há um sinal de possibilidade de diminuir a demanda contratada para um valor próximo de 880kW, mesmo pagando ultrapassagem de demanda em dois meses específicos.

Entretanto para obter o valor mais adequado de demanda contratada é indicado realizar os cálculos com base nos valores pagos pela demanda contratada e ultrapassagem de demanda.

demanda ideal

A Vetorlog disponibiliza em no Econometer o relatório de demanda ideal, o qual analisa os meses anteriores e indica o valor de demanda mais adequado para seu perfil de carga.

www.vetorlog.com