Consumo de gás natural para geração de energia cresce 3,76% em julho

Data: 20/09/2018 - 9:31

gas-natural

O consumo de gás natural no país em julho atingiu 73,4 milhões de metros cúbicos/dia, crescimento de 6,4% frente aos números (69 milhões) do mesmo mês em 2017, informou a Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás). Na comparação com junho de 2018, quando foram consumidos 72,4 milhões de metros cúbicos/dia, a alta foi de 1,5%.

Na geração elétrica, o consumo apresentou alta de 3,76% consistente com o período mais seco e maior despacho termelétrico, no acumulado do ano o segmento registra alta de 15,1%.

Também foi destaque em julho a elevação de 4% no consumo industrial na comparação com os dados de junho, saindo de 28,2 milhões de metros cúbicos/dia para 29,3 milhões de metros cúbicos/dia. O volume consumido pela indústria em julho de 2018 é o maior registrado pela Abegás desde junho de 2015.

“É bastante significativo observar que, depois de um período de grave retração da atividade econômica, o consumo de gás natural dá sinais de recuperação na indústria. O consumo em julho é o maior de nossa série histórica em 37 meses. E desde outubro de 2015 que o consumo não ultrapassava a casa dos 29 milhões de metros de metros cúbicos”, comenta o presidente executivo da Abegás, Augusto Salomon.

“Ficamos animados de perceber que o consumo no segmento comercial, que também padeceu com a recessão, vem apresentando uma retomada. O crescimento foi de 14,8% em relação a julho de 2017. Outro destaque é o consumo de Gás Natural Veicular (GNV), com alta de 13,3%, no comparativo de 12 meses”, acrescenta Salomon.

A Abegás preparou um documento, dirigido aos presidenciáveis e candidatos a um mandato no Congresso, para reforçar a importância estratégica de o país incentivar o gás natural como meio de destravar investimentos, gerar renda e empregos e contribuir para os compromissos ambientais firmados pelo Brasil na COP21.

O número de consumidores de gás natural já ultrapassa mais de 3,4 milhões em todo o país.

Outros segmentos

Nas residências, o consumo residencial subiu 8% em julho frente os números do mesmo período do ano anterior, mostrando que as concessionárias seguem investindo em expansão do serviço de distribuição de gás canalizado. No acumulado do ano o segmento cresceu 7,6%. Na cogeração, o segmento se manteve praticamente estável na comparação com o mesmo período do ano anterior; no acumulado até julho, o crescimento é de 11%.

Fonte: UDOP