Venda de energia da Copel aumenta 6,1% no trimestre

Data: 26/10/2018 - 11:49

O fornecimento de energia elétrica da Copel, que representa o volume de energia vendido aos consumidores finais e é composto pelas vendas no mercado cativo da distribuidora, pelas vendas no mercado livre da Copel Geração e Transmissão e da Copel Comercialização, registrou crescimento de 6,1% entre julho e setembro de 2018. Foram 6.346 GWh no período. No acumulado do ano esse índice é de 4,8% de expansão, somando 19.129 GWh. Os maiores crescimentos foram registrados no mercado livre, com alta de 28,9% no trimestre e de 29,6% no ano para o segmento industrial. Já o comercial apresentou indicadores de 41,4% e de 69,5% na mesma base de comparação.
O mercado fio da Copel-D, composto pelo ambiente cativo, suprimento a concessionárias e permissionárias dentro do estado do Paraná e pela totalidade dos consumidores livres existentes na sua área de concessão, apresentou crescimento de 1,7% no consumo de energia no terceiro trimestre de 2018. Foram 7.358 GWh entre julho e setembro e deve-se, segundo a concessionária, principalmente, do incremento de 5,6% no consumo do mercado livre no 3T18, em especial, de clientes industriais dos ramos de fabricação de papel e celulose, de produtos alimentícios e de veículos automotores, reboques e carrocerias.
Somente no ACR a classe industrial registrou queda de 2,9% no terceiro trimestre de 2018, totalizando 751 GWh, reflexo, basicamente, da migração de clientes para o mercado livre. Ao final de junho de 2018, a classe industrial representou 15,9% do consumo do mercado cativo, com 73.328 consumidores. Já a classe comercial consumiu 1.089 GWh no 3T18, redução de 1,1%, impactado, principalmente, pelo menor consumo das atividades de comércio varejista, de armazenamento e auxiliares de transporte, que foi  compensado pelo incremento de 8.773 consumidores em relação ao mesmo trimestre de 2017. Ao final desse período, a classe representava 23,1% do mercado cativo, com 396.459 consumidores. Por sua vez, a classe rural registrou acréscimo de 2,1% no consumo de energia no terceiro trimestre de 2018, totalizando 524 GWh. A classe representou 11,1% do mercado cativo da Copel com 352.712 consumidores.
O segmento residencial consumiu 1.736 GWh nesse período, crescimento de 0,1%. Esse resultado explicou a empresa, decorre do aumento de 1,9% no número de clientes, parcialmente compensado pelo menor consumo médio mensal que ficou em 155 kWh este ano ante 158 kWh no período anterior. Um dos pontos que podem ter levado a essa retração é a predominância da bandeira tarifária vermelha – patamar 2 ao longo do trimestre, enquanto nesse mesmo período do ano passado houve a amarela por dois meses. Ainda, as condições meteorológicas verificadas no mês de setembro, quando as temperaturas médias na capital e no estado registraram redução de quase 15% em relação ao mesmo mês do ano anterior, influenciaram no resultado apresentado.
O total de energia vendida pela Copel, composto pelas vendas da distribuidora, da Copel GT, dos Complexos Eólicos e da comercializadora em todos os mercados, atingiu 1.056 GWh no terceiro trimestre de 2018, representando um crescimento de 11,8%. No ano o crescimento é de 6% com 32.172 GWh.
1534797062-normal_copel30002

Fonte: Canal Energia